Archive Page 2

15
mar
10

Protocolando….

Um dos seres mais doces e inocentes foi machucado profundamente esse fim de semana, peguei uma fila de 3 horas pra conseguir abrir uma conta no tenebroso Banco do Brasil, e a faculdade não me devolve meu contrato para eu começar a estagiar. Agora eu lhes pergunto de onde o meu horóscopo tirou que eu teria um dia tranqüilo, animador e de um novo começo?

Hoje na faculdade a mulher da secretária me pediu dez dias para assinar meu contrato, que é patrão de acordo com a lei do estagiário, porque tem q seguir o protocolo. O desocupado do concursado do Banco do Brasil me pediu mais dez dias para entregar meu cartão porque tem que seguir o protocolo. E pra finalizar a fofa do RH resolveu seguir o protocolo e não me deixar trabalhar sem o contrato e a conta mencionados acima. Max Weber, patrono da burocracia, que me desculpe, mas a vossa senhora estava em greve quando o senhor resolver F* com a nossa vida e criar o processo burocrático? Eu juro que gostaria de entender o que passa na cabeça de um ser desses para criar uma regra de que tudo tem q ser analisando e processado.

Além de todos esses probleminhas, eu ainda tive que assistir uma das cenas mais deprimentes da minha vida, e sem poder fazer quase nada. Um dos meus melhores amigos foi cruelmente magoado, machucado e enganado por um psicopata, paranóico, invejoso e deplorável espírito habitante de uma caraça impecável. Mesmo querendo realmente dar um murro na boca deste infeliz, e costurar o nome dele na boca do sapo, eu me contenho e tento salvar o pouco de alto estima que resta do amigo. O pior da história é ver, e saber, que essa marca não vai sair nunca do meu amigo, e que a sua inocência deu lugar ao ódio.

Que fim de semana neh? E olha que eu nem sai de casa. Agora estou muito feliz, mas muito feliz mesmo de estar sozinho neste momento. Em diferentes ângulos e proporções eu estou com preguiça e entediado com as pessoas. Não consigo nem confiar no cara q vai tomar conta do meu dinheiro…rsrsrs… Alias, será q eu peço um protocolo de confiança pra ele? Não vai adiantar, já que se ele quiser me roubar, vai conseguir antes dos dez dias para ficar pronto.

O que eu quero agora? Acordar amanha e ler um horóscopo horrendo para os sagitarianos. Quem sabe assim meus próximos dias não serão maravilhosos, e ninguém me exija dias úteis pra eu conseguir alguma coisa.

10
mar
10

Classe Executiva

reprodução

Gente como faz tempo que eu não posto nada por aqui neh? Desculpa pessoal, mas estou super corrido com algumas externas da faculdade e com meu novo job, que logo logo revelo pra vocês. Juro que não me esqueci de nenhum de vocês, e nem dos meus fiéis desafios, que aliás ainda estou esperando algum bem provocante.

Sobre o que escrever ehn? Graças a Deus eu tenho amigas advogadas totalmente por fora da moda, que erram feio, e que estão cheio de reuniões bacanas para participar. Foi pensando nisso e pautando a idéia que sai às ruas pra procurar dicas e opiniões. O que conclui? Que tem muita advogada cafona. Vamos ajuda-lás.

Eternizado por Mademoiselle Chanel, o Tailleur é o look indispensável no guarda roupa das estu¬dantes de Direito. Contrapondo com o terno masculino, o conjunto de saia e blazer veio para afirmar a seriedade, a elegância e mais que isso, o poder da mulher já no começo do século passado.

“Acho extremamente clássico e elegante o tailleur”, diz a advogada Patrícia Pires Monsão, 30 anos. E completa: “Em uma audiência a seriedade e a confiança são fundamen¬tais para se ganhar um caso, e o tail¬leur nos proporciona essa imagem.” Viu só amiga, se você fez aquela facu chinfrim e tem certeza q não vai rolar ganhar aquele caso, se produz toda que as chances aumentam.

A estudante de Direito, Rubia Balistre, conta o que pensa sobre o modelito. “Na faculdade acho desne¬cessário o uso do tailleur, pois deixa um clima muito sério. Para o trabalho acho importante porque passa uma confiança maior para o cliente”, e completa “Gosto do tailleur, mas arriscaria em um sport fino.”

Mesmo tendo uma séria dificuldade de entender o que as pessoas entendem por Sport Fino, que pra mim não existe, já que sapatenis é cafona, eu resolvi dizer o que eu realmente acho bacana. Para tanto segui a linha de raciocínio da Produtora de Moda Katinha Tenório, que me ensinou muito na época da L’Officiel, e hoje trabalha na Teca.

Pode parecer estranho eu falar da saia lápis depois da preguiça e do tédio que eu fiquei no post “Endemia da saia lápis”, mas eu acho sim que fica muito bacana com uma camisa, ou até mesmo com uma regatinha bem legal. O que eu não gosto é transpor esse look pra todos os lugares, como balada e festa infantil. Falando das saias, eu gosto das de tecidos metalizados, que não quer dizer prata ehn?, e as de couro. Se tiver, ou achar muito informal, um blazer de corte reto da a seriedade que você procura. Já para o dia-a-dia, voto na saia de corte reto e blazer amplo sobre a camiseta básica.

Bom,apesar de não ser expert em moda feminina, espero ter ajudado algumas de vocês a não terem que optar sempre pelo clássico tailleur Chanel, nem no extremo Elle Woods, personagem de Reese Whiterspoon em Legalmente Loira.

03
mar
10

Não foi dessa vez que eu dancei com a Beyoncé!

Cansado e cheio de preguiça dos mesmos lugares e das mesmas pessoas da noite paulistana, eu e meu fiel companheiro de balada @RaphaelAndrade resolvemos trocar o circuito Spot e The Week por uma coisa nova, o Lions Club. Animados com o poço de novidades que balada oferecia, foi pra lá que fomos esse fim de semana.

E posso dizer? Decepção profunda. Com um ar bem francês, retrô e elegante, os sócios Fagundes Guerra e Cacá Ribeiro investiram pesado no luxo da decoração, trouxeram um conceito de pista 3D, e até conseguiram um original de Anita Malfatti para culturalizar as paredes da balada. Achei o ambiente incrível, lindo, fabuloso e super inspirados, mas olha nem toda essa mágia e luxo conseguiram segurar a chatisse que é a música daquele lugar.

Logo que chegamos já encontrei a fofa da Melissa Depeyre como hostess da casa, o que é sinônimo sucesso e bom gosto. Fiquei até bem animado e com uma daquelas vontades loucas de fazer xixi, causados pela ansiedade. Depois que entramos, e senti aquele ar condicionado dos deuses e não vi muitos rostos conhecidos e descamisados, não me importei dos 120 reais cravados no meu cartão de crédito, e afirmei que cheguei aos céus e que jamais iria derreter novamente nas pistas do Glória, mentira André querido, eu sempre vou te prestigiar.

 O problema já começou com aquela música sem animação e sem ritmo, o que até entendo pelo fato de ser um lounge, e não uma pista de dança. Mas aguentar aquilo por horas, já que a pista só abriu as três da manhã, sim as três da manhã, foi torturante. Um maço de cigarros não foi suficiente para aquele período inicial da balada. Mas continuamos firmes e fortes para conhecer a famosa pista de 3D e eu finalmente poder dançar com a Britney, Mariah e Beyoncé e seus lindos hologramas. Puffff, doce ilusão, já que a pista não era nada de mais. Um jogo de espelhos dando visão infinita com leads coloridos que te deixavam realmente tonto. E o som da pista?? Psicóticoooooo!!! Me nego a comentar.

Bom deu pra perceber que eu não gostei neh? Foi muito triste mesmo, mas relaxa ai que eu não perdi as esperanças não. Fiquei sabendo que abriu o Club Cartel, do empresário e Best da Sabrina Sato, Dorival Neto. Ótima localização, já que dá pra filar a bóia no Ritz da Alameda Franca, e não fazer a bulemica na balada. E assim Vamo que Vamo minha gente, um dia encontraremos uma balada incrível do porte do restaurante Spot, aquele lugar que você vira sócio de carteirinha, encontra o André Lima e não cai na cafonice em seis meses.

24
fev
10

Tristeza!

Odeio aqueles ditados clichês que o povão usa, mas um em especial me irrita profundamente, aquele que diz que quando você ri muito, uma hora você vai chorar. Mesmo discordando e achando a maior baboseira do mundo esses ditos populares, hoje esse ai me caiu como uma luva.

 O dia começou perfeitamente animado, cheio de alegria e diversão na externa que eu, Tati, Tarsila, Anderson (câmera man) e X (assistente de câmera) fomos fazer no meio da Anchieta. Um calor insuportável, um trânsito irreal, que era justamente a nossa pauta, e uma penca de baianinhos gritando “filma eu”, “mãe to na Globo” e “repórter gostosa” fizeram da nossa manhã a mais animada dos últimos tempos.E o melhor de tudo ainda estava por vir. Sabe quando você pensa em uma coisa, pede pro papai do céu e quando você abre os olhos a coisa tá na sua frente? Então, foi mais ou menos assim. Nós pedíamos uma pessoa andando no guardirreio, e lá estava ela. Depois pedíamos por um policial que seja legal e que de entrevista pra gente, e lá estava ele. Tudo perfeito!

O triste mesmo foi quando cheguei em casa e descobri que minha cadelinha havia falecido. 18 anos acompanhando minha família e ela nos deixou. Deixou sem pedir nada, sem reclamar e muito menos atrapalhar, simplesmente entrou em coma no caminho do petshop e recebemos a ligação da veterinária contando o caso. O mais difícil mesmo foi autorizar a eutanásia. Sinceramente sou do cara que acho que só o cara lá de cima tem o direito de decidir quando nós devemos realmente ir, mas no caso dela a veterinária disse que se a tirássemos do coma, ela sofreria muito até morrer, e se a deixássemos viveria pra sempre.

Agora esta uma sensação muito estranha por aqui, não tem ninguém latindo na cozinha, ninguém pra colocar pra dentro as cinco horas, depois do xixi e do banho de sol da tarde. Ninguém que mordia nosso dedo quando a esquecíamos na chuva, e ao entrar tremia mais que “pau-de-tarado” e resmungava. Por isso o post de hoje é uma dedicatória para a Nine, a cachorra que já veio com nome, que nos amou e foi muito amada. Hoje é dia de festa lá no céu, já que o mundo ficou mais feio, mais chato e mais triste. Te amo Ninona! Vai com Deus.

20
fev
10

Um minuto por favor!

Eu podia estar matando, eu podia estar roubando eu podia estar me drogando, mas to aqui esperando. Esperando que aconteça alguma coisa incrível, que o mundo comece a ser mundo, que algumas pessoas sejam menos chatas, e que as outras menos hipócritas. Esperando uma resposta. Resposta essa que achei que vinha depois do carnaval, já que tudo por aqui começa depois dele, menos em Manaus que não acontece nunca, porque depois da folia, eles esperam a festa dos bois, que como demoraram pra acontecer, preferem não fazer mais nada do que lhes resta de ano.

The PussyCat Dolls que me perdoe, mas “Wait a minute”o caralho. Não nasci mulher pra ter que esperar nove meses para cuspir um feto com cara de joelho, e muito menos os esperei pra nascer. Com sete meses me revoltei e sai gritando mais que a Mariah. Se eu já fiz isso, eu não sei porque eu tenho q esperar essas coisas? Isso é desumano. Esperar me dá vontade de fazer xixi, esperar me deixa irritado, me tira do sério, me faz comer igual a um porco e me faz perder 17 contos da manicure, já comi toda a minha unha que fiz hoje.  Mas sabe qual é o pior?  é o porque as pessoas falam que vão te ligar na sexta e não ligam? Ai que ódio.

Falando de gente hipócrita, olha eu aqui com medo de falar o que eu estou esperando para ninguém colocar olho gordo. Foi mal colega, mas não vem ficar ofendida não, porque você mais do que ninguém sabe que isso existe mesmo.  Mas podem ficar tranqüilos eu não mudei. Não estou esperando resposta de pedido de namoro, que continuo do time do Cazuza. Minha espera é profissional mesmo. Como o seguro morreu de velho, e eu conheço muito bem as invejosas que lêem o meu blog, já fechei o umbigo e coloquei a cueca do avesso pra sua zica não pega.

Enquanto esperamos, pensa comigo, se a cafona da ministra Dilma Rousseff, que tem ficha criminal por assalto a banco, driblou a manada de seguranças da Madonna, e apelou para o truque de segurar criancinhas para ganhar alguns votos, eu que sempre fui uma pessoa boa, bonita, simpática e verdadeira quase sempre vou conseguir uma resposta positiva neh? Se você não entendeu nada e não gostou do post porque não falei nada de moda, tudo bem, basta torcer por mim que tá valendo.  Agora vou ficando por aqui que já q me irritei de escrever e tenho q terminar de comer o brownie do post anterior.

17
fev
10

Vem comigo Amiguinha…

Meu manjar que já acabou!

Esse carnaval resolvi que ia fazer tudo diferente, troquei as festas, bebidas e folias do dia todo, por bons livros, o fogão e a patinação artística das olimpíadas de Vancouver . Isso mesmo, você não ouviu errado não, o fogão. Eu que nunca liguei aquele alien de seis bocas, que untei a forma de lasanha da minha mãe e que coloquei açúcar no brigadeiro da minha prima, me joguei na cozinha esse feriadão e arrasei.

A primeira experiência veio na segunda-feira com o manjar branco. Eu estava morrendo de tédio por não ter nada pra fazer e não agüentava mais ler o livro o Willian Bonner, então convenci minha mãe a me ensinar a cozinhar. Como eu odeio com todas as minhas forças brigadeiro, pedi que ela me ensinasse alguma outra coisa fácil e que não me cansasse. Nessa hora ela me entregou o livreto do disk cook, me deu o telefone e me mandou a merda, já q eu não queria me sujar e muito menos trabalhar muito pra cozinhar. Mas como ela me ama e sabe que eu fico muito irritado quando to entediado, ela lembrou que eu amo manjar branco com calda de morango e me ensinou. Não é q é fácil minha gente, se você não sabe, eu te ensino.

Para fazer o difícil e delicioso manjar você deve colocar uma lata de leite condensado, outra de creme de leite, uma daquelas garrafinhas fofas de leite de coco e uma caixinha de maria mole de coco, mas dá aquela lida nas instruções de como dissolver ela porque é meio complexo, envolve um processo de água quente meio chato. Bate tudo e está pronta o seu manjar, é só colocar em uma forma de pudim e levar pra geladeira. A calda eu fui prático, comprei uma geléia bem gostosa e o mais natural possível, derreti com um pouco de água no fogo baixo e coloquei por cima.

Depois dessa maravilha me animei e quis tentar alguma coisa mais difícil, um brownie. Como esse é cheio de etapas eu vou add a receita no final ok? Mas já digo que é maravilhosa. Para a tristeza dos meus ouvidos, e felicidades da solitária que vive no meu estômago, hoje eu fui assistir ao programa da Palmirinha. Vocês não sabem o que eu descobri que existe, Pizza de batata frita. Fora da realidade neh? Mas será minha receita de amanhã, claro que vai depender do estado que eu voltar pra casa hoje, e se eu conseguir fritar toda aquela batata sem comer antes da pizza ficar pronta.

Agora que meu Merchandising tá feito é esperar que a Ana Maria Braga, vulga Aninha, me de aquele emprego dos Deus, que nem precisa ter um salário maior que a cachorra dela, que recebe 20 mil só pra mijar e latir no estúdio, que convenhamos por muito menos eu faria muito mais. Se não acontecer eu cobro baratinho para fazer festas de quinze anos, velório e despedidas de solteiro. Claro que com a condição já descrita acima de eu não me sujar, não limpo depois e muito menos faço coisas trabalhosas. Ahn! já ia me esquecendo que enquanto eu cozinho preciso de um Apple Martini geladinho. Agora é só montar as apostilas e esperar que a Escola de Culinária Fina Vi Ferreira bombe.

Bom Carnaval pra todos!

Beijos e Abraços

Eu.

Link com receita do brownie

12
fev
10

Descanse em Paz McQueen!

Reprodução

Ai to tão deprimido hoje. Alias não só eu neh? Seja com o ridículo do Serginho, vulgo Sr. Orgástico que sempre nos atrapalhou, imprensa, na bienal em época de SPFW, ou com a preguiça que vai batendo de ver todos esses hollywoodianos caras de pau vindo pedir dinheiro para o Brasil, como fez nossa querida Madonna, e nossos governantes sorrindo e assinando os cheques, o mundo está ficando cada vez mais cafona e com menos esperança de um mundo mais bonito e fashion.

A triste da vez vai para a morte de Lee Alexander McQueen, um estilista fora de sério, que confesso ter demorado para entender e aceitar sua influência na moda. Voraz, desbravador e abusado McQueen foi encontrado morto hoje em seu apartamento em Londres. Suicídio ou não, tristeza ou não, animalidade ou não, agora de cabeça mais fria e racional eu consigo entender que não devia ser fácil controlar um espírito gigantesco, uma mente brilhante e uma vontade de mudança continua dentro de um corpo físico que tem limites de funcionamento.

Queria tanto um desses!

Por mais paradoxal que pareça, é preciso acontecer uma desgraça dessas para o mundo para, para que tudo seja repensado e reprojetado. O que nós resta agora? Que surja um novo talento, mas não precisa ser igual, porque já ta dando preguiça de tudo tão retro, mas sim diferente, novo, criativo e sensacional como ele foi, e é nos almanaques da moda. Arrisco-me a dizer que piradas mesmo devem estar Bjork e Lady Gaga, compradoras fiéis dos modelos do estilista.

É com muitos lamentos, muitas orações e um desejo enorme de que ele tenha encontrado a paz, o amor e colo da mãe, suposto motivo da morte, que eu encerro esse post hoje deixando o que de mais incrível eu encontrei na rede sobre seu trabalho. Também deixo os comentários dos maiores especialistas na área sobre a perda.

—————————————————————————————————————————————-

“McQueen mostrou ao mundo em poucas e boas palavras a coragem de um
artista que não tinha medo de se expor. Escolheu um final não menos
corajoso”
(Alexandre Herchcovitch, estilista, em declaração por e-mail ao UOL Estilo)

—————————————————————————————————————————————-

“Estou de luto. Alexander McQueen era uma pessoa talentosíssima, anárquica e provocadora. Esse tipo de choque é que muda o futuro da moda. Impossível era uma palavra que não existia para ele” (Regina Guerreiro, editora e consultora de moda, em declaração ao UOL Estilo)

—————————————————————————————————————————————-

“Alexander McQueen é fundamental. O último desfile dele foi uma das coisas mais extraordinárias que aconteceram em termos de moda. Se não virar tendência, terá feito história. Ele era um dos maiores showmen das passarelas. [A morte dele] encerra  um período, a era do prêt-à-porter espetacular”, Costanza Pascolato, empresária e consultora de moda, em declaração ao UOL Estilo)

—————————————————————————————————————————————-

“O objetivo da vida não é viver pra sempre, mas sim criar alguma coisa que vai durar pela eternidade”. RIP McQueen, posta do por André Rodrigues via twitter.